Nove artistas em plena criação. Grupos de jovens e de utentes de instituições. Muita cor. Mais vida. Espaços requalificados e com nova “cara”. Uma Bragança mais criativa, mais atrativa e mais jovem.

Assim foi o I Festival de Street Art, que decorreu, sob o tema “Ecocidade”, de 1 a 4 de julho, e que reuniu em Bragança artistas de todo o País e do Concelho, bem como grupos de estudantes.

A arte saiu para as ruas de Bragança e transformou-se em cor, em escadarias, paredes de casas e de prédios, moinhos e outros espaços públicos.

Destaque para a vertente inclusiva deste festival, com a integração de 11 utentes de seis IPSS de Bragança (Santa Casa da Misericórdia, APADI, União dos Centros, Obra Social Padre Miguel, Fundação Betânia e ASCUDT).

Ao promover o I Festival de Street Art, Integrado na iniciativa Bragança Jovem 2016 – Festa da Juventude, o Município de Bragança pretendeu transformar Bragança numa referência nacional, na reabilitação urbana através do conceito de Street Art, bem como estimular a participação e criativa dos artistas locais, melhorar a imagem da cidade e requalificar o espaço público.

O I Festival de Street Art contou com a participação dos artistas: Bruno Santinho, Célio Pires, Daniel Eime, Mar, Draw, The Caver, Glam, Trip Dtos, alunos do Agrupamento de Escolas Emídio Garcia e utentes de diversas IPSS de Bragança.

 

Descarregar [aqui] o mapa de intervenções de 2016!